quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Senhora do Almortão

Perdoe-me quem vem cá muito e tem visto pouco. Hoje cá meti a posta, finalmente. Depois de certas discussões políticas que me incomodaram a alma, achei importante deixar patentes os seguintes versos:

Senhora, senhora do Almortão
Senhora do Almortão
Ó minha linda raiana
Virai costas, virai costas a Castela
Virai costas a Castela,
Não queirais ser castelhana.

Senhora, senhora do Almortão
Senhora do Almortão
A vossa capela cheira
Cheira a cravos, cheira a cravos cheira a rosas
Cheira a cravos, cheira a rosas
Cheira à flor da laranjeira.

Senhora, senhora do Almortão
Senhora do Almortão
Eu p'ró ano não prometo
Que me morreu o amor, que me morreu o amor
Ando vestida de preto.

2 comentários:

Silvia disse...

Olá ou Hi. Como vai a vida? Para quando uma visita a Portugal e a Coimbra? Bjis

Filipe disse...

Castelhano não, mas espanhol:)
Grande abraço